RECICLAGEMSema incentiva produção de casinhas para cães e gatos

08/Out/2019 - 11:42

Sob determinação do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, a Secretaria Municipal de Integração (Semi), por meio da Subscretaria Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema), vem ampliando parcerias, com os mais diversos setores, na tentativa de colocar em prática projetos de reciclagem ou reaproveitamento de eletrônicos e outros materiais em desuso, que podem gerar prejuízos ao meio ambiente, caso não tenham a destinação correta.

Exemplo disso, são os monitores de computadores antigos que, praticamente, não se enquadram mais nos ambientes de trabalho de empresas e instituições públicas que passaram a adquirir modelos mais modernos. Hoje, quando não são doados à associações ou entidades beneficentes esses monitores acabam empilhados, ocupando espaço nas empresas e órgãos públicos, ou dispensados de forma inadequada.

Por isso, uma nova ideia foi colocada em prática. O empresário Romeu Cavalcante, resolveu transformar essas carcaças em casinhas confortáveis para gatos e pequenos cães e doar a abrigos protetores de animais e demais interessados."A Sema me deu todo o suporte com as informações necessárias para que essa iniciativa fosse colocada em prática. E deu certo. Quem ganha hoje é o meio ambiente e ainda cães e gatos que vão dormir protegidos e confortáveis", disse ele explicando que o recolhimento nas instituições públicas é gratuito."Nesse caso recebemos a doação das carcaças para o projeto. Já nas empresas privadas cobramos um valor simbólico para destinar esses materiais corretamente", acrescentou.

Segundo o secretário da Semi, Álvaro Luiz Mendonça de Oliveira, quando foi feito o convite do empresário para fazer parte desse projeto, a Prefeitura quis abraçar de imediato a ideia."Fazer esse tipo de projeto requer pessoal, espaço, veículos para transportar os equipamentos e claro recurso financeiro para a atividade. Gostaríamos de estar à frente desse tipo de ação que traz resultados positivos, mas temos muitas demandas. E o que hoje nos é possível fazer é fiscalizar e cobrar que as empresas destinem esses materiais de forma adequada. Toda ideia que proteja nosso meio ambiente é bem-vinda", observou ele.

Através do Departamento de Gestão de Políticas Ambientais e Mudanças Climáticas (DGPA), da Sema, o projeto ganhou muitos colaboradores. A Polícia Civil do Estado foi uma das primeiras a abraçar a causa. Mas a Sema vem intermediando com outros parceiros. Centenas de escolas municipais, por exemplo, devem ter os monitores em desuso recolhidos nos próximos dias."Nessa primeira etapa foram reaproveitados mais de 200 monitores. Uma iniciativa positiva que tira de circulação materiais inservíveis que poderiam acabar descartado de forma inadequada. E a parceria com entidades de defesa de animais ainda garante benefício a eles", destacou a diretora do DGPA, Adirleide Dias.

A delegada da polícia civil, Noele Leite entregou nesta segunda-feira (7) as casinhas a dois abrigos de animais. "Uma honra ajudar em tão nobre causa que vai garantir conforto aos pets e evitar que esse tipo de material polua nosso meio ambiente", disse ela.

Um dos contemplados foi Reinaldo Soares que tem um abrigo na estrada do Jatuarana. "Vai ficar mais organizado e confortável para todos os bichos que conseguir recolher", relatou.

logotipo da prefeitura de porto velho